Marketing de conteúdo: entenda como essa estratégia ajuda seu negócio

Lidar com a concorrência adequadamente sempre foi uma questão fundamental para o desenvolvimento do negócio e boa atração dos potenciais clientes. Na era do e-commerce, o marketing de conteúdo é uma das principais armas para isso.

A internet abriga inúmeras oportunidades de compra. Um dos reflexos dessa característica é que as pessoas estão mais exigentes do que nunca.

Deste modo, é preciso saber atraí-las e, acima de tudo, manter a atenção delas por tempo suficiente para que a estratégia se traduza em vendas concretas.

Neste cenário, a produção e compartilhamento de conteúdo relevante é essencial para cativar um bom número de clientes.

No texto a seguir você irá encontrar as características principais do marketing de conteúdo, os benefícios desse método de Marketing Digital, as formas de planejamento e mensuração de resultados.

Conheça o marketing de conteúdo

Essa estratégia foca na disponibilização de material relevante para manter o público informado sobre aspectos relacionados ao produto ou marca.

Não precisa ser uma publicidade direta,  e é essa a grande vantagem. 

O marketing de conteúdo deve estar sintonizado com os interesses e as necessidades dos leitores.

Em outras palavras, isso quer dizer que as empresas têm de trazer informações pertinentes para a base de clientes.

Quando isso é feito, a marca agrega valor real à vida dos consumidores e a jornada de compra ganha contornos mais definidos.

Benefícios do marketing de conteúdo

Junto de estratégias como anunciar no Google Ads, o marketing de conteúdo é uma das maiores apostas das empresas na área do marketing digital.

Para entender melhor por que ele é tão benéfico, acompanhe os tópicos que vêm em sequência.

1. Público mais informado

O fornecimento de informações detalhadas durante o ciclo de vendas faz com que o público se torne mais qualificado.

Quanto mais dados ele tiver sobre o produto à venda, melhor preparado ele está para fechar negócio.

Ou seja, não basta depender apenas de anúncios pelo Instagram Ads para conseguir conversões.

2. Construção da autoridade

As empresas que investem em produção de conteúdo constroem uma reputação de autoridade e referência em suas respectivas áreas.

Afinal, os consumidores percebem e valorizam quando uma marca disponibiliza conteúdo interessante em canais como:

  • Redes sociais;
  • E-mail;
  • YouTube;
  • Blog.

A autoridade é um signo de relevância que não pode ser negligenciado,  visto que agrega confiança e fixa a marca na rotina dos potenciais clientes. 

3. Influência na decisão de compra

O material fornecido via marketing de conteúdo em geral é decisivo para os negócios. Afinal, ele determina a decisão de compra das pessoas em larga medida.

Ou seja, o marketing indireto é igualmente importante e necessário.

4. Fidelização

O trabalho não acaba após a conclusão de uma compra. Assim, é preciso seguir nutrindo o lead recém-convertido para assegurar que ele seja devidamente fidelizado.

Nessa etapa é pertinente enviar conteúdos segmentados pelo perfil do cliente, como novas ofertas e newsletters. São atos como este que demonstram a importância do consumidor para a marca.

Planejando o marketing de conteúdo

É importante destacar que toda campanha de marketing de conteúdo tem que ser baseada em um planejamento forte.

Existem muitas variáveis para se levar em conta antes de começar a produzir. Por isso, detalhamos as etapas do plano de marketing de conteúdo nos tópicos abaixo.

1. Escolha da persona

O primeiro passo é definir quem será a persona do seu negócio, ou seja, o perfil de consumidor que você busca.

A persona é uma evolução do conceito de público-alvo. Ela adiciona camadas mais abstratas e subjetivas ao primeiro, como:

  • Hobbies;
  • Interesses;
  • Sonhos;
  • Ambições.

Esses elementos servem de base para o restante das ações a serem tomadas.

2. Definição de objetivos e métricas

Antes de começar a investir em como funciona o Facebook Ads, a empresa tem que saber exatamente quais são os objetivos dela.

Se o gestor quer aumentar as vendas, gerar mais visibilidade ou apresentar um novo produto,  as estratégias variam. 

As métricas são os dados que a equipe vai usar para monitorar os resultados de cada campanha.

3. Escolha dos canais

É chegada a hora de definir quais serão os canais usados para a realização do marketing de conteúdo.

Os dados levantados anteriormente vão servir para fazer essa escolha. Deste modo, é preciso analisar os comportamentos e interesses da persona, identificando os formatos e linguagens que tendem a surtir um comportamento mais adequado ao funil de vendas.

Como mensurar o marketing de conteúdo

Fazer o acompanhamento constante das métricas de marketing de conteúdo é fundamental para garantir a eficácia dele.

Em primeiro lugar, deve-se elaborar metas SMART. Ou seja, metas que sejam:

  • Específicas;
  • Mensuráveis;
  • Alcançáveis;
  • Relevantes;
  • Temporais.

De acordo com as metas estabelecidas, escolha os indicadores de performance que a equipe deve usar para o monitoramento.

A partir disso, use ferramentas de apoio para fazer a mensuração. Mailchimp, SEMRush, Google Analytics e RD Station são alguns exemplos.

Treine a equipe para que a mensuração seja feita na frequência adequada e o marketing de conteúdo gere frutos.

Esse é um guia introdutório do mundo vasto do marketing de conteúdo. Leve as informações em consideração e faça bons negócios, sempre desenvolvendo as estratégias conforme os novos objetivos traçados pela marca.

Sobre o Autor:

Sou Consultor de Marketing Digital e Expert de Vendas On-line com 18 anos de experiência no mercado de internet e mais de 600 projetos digitais desde 1997, isso mesmo da época que não existia Wordpress, só o velho e bom notepad!